FacebookTwitterYoutubeBlogger

A visão com o passar do tempo

Começa por volta dos 40 e 50 anos: O cristalino e o músculo ciliar dentro de seus olhos podem perder a elasticidade. O olho não consegue mais ajustar e focalizar automaticamente as diferentes distâncias, um processo denominado pelos especialistas de acomodação. Isso faz com que o cristalino do olho se curve para se ajustar às distâncias.

No entanto, se esse processo de acomodação não funciona dentro do previsto pela natureza, ele causa problemas com a visão de perto. Se o cristalino mantém um formato plano quando olhamos para um objeto próximo, sua força refratária é significativamente prejudicada. Consequentemente, os feixes de luz que penetram no olho, advindos de um objeto próximo, se acumulam atrás da retina e enviam uma imagem embaçada.

Pessoas com hipermetropia podem apresentar esse problema mais precocemente. Essas pessoas possuem uma excelente visão de longa distância, mas têm problemas para ver as coisas que estão perto. A razão: o globo ocular é muito curto e os raios de luz que entram não são precisamente representados na retina.